fbpx
Administração Rural: o que é e como aplicar no dia a dia

Administração Rural: o que é e como aplicar no dia a dia

Gestão de Agronegócio 27 de jun de 2023
Mariana
Postado por: Mariana Soares

A administração rural envolve uma das profissões mais antigas do mundo, mas ao mesmo tempo é uma área em constante inovação.

O conceito de administração rural surgiu para mudar o modo como se faz agricultura no Brasil e no mundo.

O dia a dia de um agricultor é marcado por rotinas bem definidas, a começar pelo modo como planta, colhe e trabalha sua lavoura. 

E essa é uma das razões pelas quais é difícil mudar algo na forma como se pratica a agricultura sem arriscar a produtividade do campo.

Esse novo conceito de administração vem para incrementar essa rotina sem prejudicá-la. 

Por isso, entenda agora tudo sobre o conceito da administração rural: como ele se diferencia da gestão agrícola, quais seus benefícios para a agropecuária e muito mais!

O que é a administração rural?

Mas afinal, o que é essa administração rural? Esse tipo de administração é diferente do que a palavra costuma sugerir. 

Em primeiro lugar, a administração rural foca na agricultura e na pecuária.

Porém, não se trata apenas da gestão do campo — algo que é praticado há anos desde que existe a própria agricultura —, mas sim de uma série de recursos tecnológicos, como:

  • Financeiros;
  • Mercadológicos;
  • Científicos;
  • Administrativos;
  • Mão de obra;
  • Atividades e disciplinas, orientadas para auxiliar o agricultor em seu serviço.

Todos esses aspectos do conhecimento humano são trabalhados como ferramentas de trabalho para o agricultor rural. 

Assim, é mais produtividade, menos riscos e mais lucros para as lavouras do mundo todo.

Qual a importância da administração rural?

Quando falamos da agricultura e até mesmo da agropecuária de modo geral, temos que lembrar que é uma das áreas mais antigas do mundo.

E sua antiguidade não é fundamentada em uma simples coincidência, mas sim na sua importância para nossa sobrevivência. 

O Brasil, aliás, tem um lugar de destaque em todo esse tema.

Segundo a Embrapa [1], o Brasil alimenta quase um décimo de toda a população mundial. 

Este é um patamar que a muito custo o agro nacional chegou.

Em 2020 a agropecuária foi responsável por 20% do PIB brasileiro, chegando aos incríveis mais de 2 trilhões de reais [2]. 

Ou seja, quase um quarto de todo o PIB brasileiro é mantido pelo mercado rural.

E por fim, não podemos deixar de mencionar as projeções para o mercado de 2023, que indica um crescimento de 11,6% para o mercado agropecuário [3]. 

Por isso, a administração rural é um dos campos do conhecimento mais vantajosos para se investir.

Quais são as fases da administração rural?

A administração rural ainda segue etapas bem definidas que podemos encontrar em outros métodos de gestão, mesmo sendo um tipo bastante distinto de gerenciamento.

Conheça agora as fases da administração rural e como elas podem impactar o seu negócio!

Planejamento

Esta é uma fase essencial para a aplicação da administração rural. 

Nesta etapa são definidas as metas a serem alcançadas pelo produtor rural, os meios que deve utilizar e outros planos.

É também nessa fase onde os produtos comerciais são escolhidos para plantar a tempo, assim como outros insumos que interessam à produção rural.

Por exemplo:

  • Fertilizantes;
  • Maquinários;
  • Animais;
  • Equipamentos;
  • Profissionais;
  • Sementes;
  • Entre outros.

O planejamento também é a etapa ideal para fazer levantamentos científicos, adquirir softwares de produção rural e contratar profissionais. 

Assim, o planejamento é uma etapa essencial para a administração agropecuária.

Execução

Esta é a fase da prática daquilo que foi planejado. 

Portanto, neste ponto é preciso investir em tecnologia e procurar os métodos mais adequados para realizar a administração rural. 

Estas são algumas das tecnologias mais utilizadas na execução:

  • Drones para mapear a lavoura, identificar danos nas plantações e vistoriar a produção;
  • Softwares para a produção rural, incluindo aplicativos para smartphones que facilitam a vida do agricultor;
  • Meios de logística avançados, estudo do mercado, transporte, entre outros processos essenciais.

Tudo isso deve estar em dia com a execução da administração rural e ser muito bem trabalhado pelo produtor e sua equipe.

Como funciona a administração rural?

O principal componente da administração rural é o avanço tecnológico. Ele deve orientar a tomada de decisões do agricultor. 

É isso que gera a busca por novas técnicas, conhecimentos e ferramentas inovadoras na lavoura.

Por isso é tão complicado falar desse tipo de administração. Afinal, ela é várias coisas ao mesmo tempo, reunidas em um só lugar e para um só objetivo.

Por esse motivo, as etapas que mencionamos acima são essenciais, porque norteiam essa série de recursos desconexos em um só plano estratégico.

Como aplicar a administração rural no dia a dia

Após entender os benefícios de levar essa administração para sua lavoura, ainda fica a dúvida sobre como aplicá-la no dia a dia. 

Esta é uma parte complicada da administração agropecuária, mas sem dúvidas a mais eficiente e compensatória para o agricultor. 

Entenda tudo agora!

Planejamento estratégico

Como já foi mencionado, é essencial ter um plano muito bem fundamentado, que leva os objetivos do produtor a sério, assim como os conhecimentos técnicos mais atuais sobre a agricultura.

Caso não lembre, esta é a 1ª etapa das 4 necessárias para aplicar a administração rural. 

Definir os objetivos, se preparar e utilizar os recursos necessários para conseguir toda informação possível é crucial para o sucesso.

Gestão de custos

Uma fazenda é também uma empresa. E assim como qualquer companhia, a fazenda também deve realizar uma boa gestão de custos. 

O produtor rural não deve em hipótese alguma gastar mais do que ganha.

Logo, realize uma gestão de custos séria e responsável para sua lavoura.

Controle Financeiro

As novas tecnologias são essenciais, mas não serão de grande ajuda caso o produtor rural gaste todas suas economias para conquistá-las. 

Portanto, atenção ao controle financeiro. Planeje corretamente sua gestão de recursos para gastar com estratégia.

Análise de mercado

Analise o mercado de forma séria e profunda. 

Entenda o que está em pauta no momento, o que o público quer, o que seus concorrentes andam fazendo, o que está em alta, entre outros aspectos. 

Isso tudo é necessário e o produtor rural deve entender do próprio mercado como ninguém, sabendo como se comportar para alavancar seus lucros.

Há tecnologias que auxiliam nesse sentido. Uma delas é a big data aplicada à produção agrícola.

Manejo de recursos naturais

O agricultor rural deve ser amigo dos recursos naturais. Da água, do solo, das intempéries, do clima e de tudo o que é relevante para o plantio. 

Caso o produtor por si não seja capaz deste tipo de análise, ele deve procurar os profissionais que a realizam, como engenheiros ambientais, agrônomos e entre outros.

Gerenciamento de riscos

É impossível empreender em um negócio sem correr certos riscos e isso não é diferente para o produtor rural. 

O produtor agrícola também pode passar por imprevistos constantes e deve saber gerenciar todos eles.

Entenda que riscos você precisa correr, quais devem ser evitados e quais que, mesmo sendo muito arriscados, podem valer a pena.

Princípios de uma boa administração rural

Por fim, a administração rural tem alguns pontos essenciais que fazem parte de toda a estrutura de pensamento, como:

  • A administração rural preza a alta produtividade com responsabilidade;
  • O uso da tecnologia deve ser incrementado ao máximo pelos produtores rurais;
  • Novas disciplinas e profissionais devem integrar times estratégicos na produção agrícola;
  • O produtor rural deve se especializar mais para conseguir manter sua fazenda produtiva e em crescimento.

Insumo agrícola é sinônimo de planejamento

Viu quantos benefícios a administração rural pode criar para o seu negócio?

Se você gosta de conteúdos como esse, acesse o blog especializado da Insumo Agrícola.

A Insumo Agrícola viabiliza compras e vendas de fertilizantes, herbicidas e sementes através da conexão entre produtor, distribuidor (revenda, cooperativa, etc.) e fabricante (misturadoras e importadores). 

Conheça nossa plataforma!

Fontes do artigo

[1] https://www.embrapa.br/documents/10180/26187851/Popula%C3%A7%C3%A3o+alimentada+pelo+Brasil/5bf465fc-ebb5-7ea2-970d-f53930b0ec25?version=1.0&download=true 

[2] https://cnabrasil.org.br/publicacoes/pib-do-agronegocio-alcanca-participacao-de-26-6-no-pib-brasileiro-em-2020

[3] https://www.ipea.gov.br/cartadeconjuntura/index.php/2023/03/projecao-do-valor-adicionado-do-setor-agropecuario-para-2023/ 

Compartilhe esse conteúdo

Mariana Soares

Mariana

Deixe seu comentário

Materiais exclusivos

PARA VOCÊ
Agricultura 5.0: o momento é agora!
Agrotech 10 de maio de 2021

Agricultura 5.0: o momento é agora!

Agricultura 5.0 é a modalidade de produção agrícola que utiliza big data e inteligência artificial para atingir alta precisão...

LEIA MAIS